Desmistificando os Investimentos

Novos Tempos

Com a redução da taxa básica de juros da economia, a taxa SELIC, a partir de janeiro de 2016, o ambiente econômico financeiro mudou fortemente, forçando a todos os seus participantes, mudanças comportamentais  e maior exposição ao risco. Até o inicio da redução desta taxa era extremamente confortável, onde obtínhamos bons retornos financeiros de nossas aplicações sem maiores riscos, causado pela alta taxa de juros do mercado, não exigindo assim maior planejamento, acompanhamento pois de qualquer forma o resultado vinha, mas a realidade hoje é outra e quem mudar e adaptar-se mais rapidamente colhera bons resultados.

Imagem 1: Variação da Taxa SELIC

Atualmente em qualquer atividade e mesmo no agronegócio, planejamento e riscos são palavras que estão se tornando mais populares no dicionário de todos e por isto importantes sinais dos novos tempos. Sendo assim, a adequação comportamental é fundamental para a perfeita busca de soluções para o seu capital investido.

O que são Investimentos?

Ao contrário do que muitos podem pensar, investimento não é uma carteira de ações, como todos são levados a acreditar, mas um conjunto de ativos estabelecidos em correlação para a melhor relação rentabilidade x risco. Diferente do passado recente, onde isto não era uma preocupação  mais forte, hoje o estabelecimento destas carteiras em acordo com os seus objetivos e metas de vida é primordial para que esta estrutura cumpra sua real função.

Imagem 2: Investimentos envolve pesquisa e planejamento e não promessas

Hoje, com a grande exposição das mídias sociais e o novo ambiente econômico, existe uma verdadeira proliferação de promessas, gurus e métodos que mostram como é fácil ficar rico agora, mas a realidade é outra e assim não apresentando na maioria aqueles tão esperados resultados. Desta forma, cuidado e selecione melhor estes, uma vez que a experimentação de tudo o que é prometido, será com o seu dinheiro.

Alimentação Saudável e Investimentos

Para uma melhor compreensão sua de toda esta conversa de investimentos e todos estes inúmeros termos que existem por ai quando tratamos sobre este tema e alguns na realidade e na maioria das vezes de difícil compreensão, vamos fazer um comparativo com algo mais de nosso dia a dia, mais corriqueiro, ficando assim mais fácil o seu entendimento, como a nossa alimentação, isto mesmo a nossa tão importante comida. De modo geral, os nutricionistas orientam que uma alimentação saudável, deve possuir grande DIVERSIFICAÇÃO de tipos de alimentos e por isto, utilizam o que se chama de pirâmide nutricional como forma de compor estes pratos mais saudáveis. existe até um ditado popular para isto que diz, “Um prato é mais saudável, quanto mais colorido for a sua mistura de alimentos”, fazendo assim de forma intuitiva a necessidade da tão buscada DIVERSIFICAÇÃO.

Imagem 3: A Pirâmide de Alimentos e a necessidade de diversificação para a alimentação saudável

Da mesma forma, o que é uma Carteira de Investimentos saudável? É aquela que apresenta a maior diversificação, estabelecendo assim a melhor relação rentabilidade x risco. De forma simples e direta, pense em um ativo com alto risco e possível alta rentabilidade como uma pimenta, ninguém vive somente de comer só este tipo de alimento, mas com certeza empregadas no momento e local certo é um tempero especial, que permite tornar o sabor do parto em uma notável experiência., mas temos aqueles que também tem aversão a uma boa pimenta, ou seja, todos tipos de sabores e experiências como nos investimentos.

Imagem 4: Temperos na dose certa trazem boas experiências

Quais os tipos de investimentos?

Outro mito corriqueiro do mercado, trata-se que quando falamos de investimentos estamos tratando exclusivamente daqueles chamados financeiros, mas não devemos esquecer, que existe outra categoria tão importante quanto, os Reais que compreendem ativos como propriedades, veículos e equipamentos uma vez descontada a depreciação e os resultados da atividade do agronegócio, como sacas ou toneladas de produtos.

 

De modo geral, os ativos reais atuam principalmente cobrindo todas as obrigações de curto e médio prazo e o seu saldo final pode ser revertido também em ativos financeiros. Já os ativos financeiros, através da remuneração de seu capital pelos juros, irão garantir o seu resultado no longo prazo. Em um levantamento realizado pelo banco central americano, com as famílias americanas demonstrou que estas possuem 69,7% investido em ativos financeiros e os demais em ativos reais.

Imagem 5: Ativos Reais x Financeiros

Sendo assim uma carteira de investimentos, guardando a boa relação e diversificação, possui também sua composição uma relação entre ativos reais e financeiros, melhorando assim o seu equilíbrio.

Envie sua Mensagem

Celular: ( 61 ) 98324-2223

E.Mail: ctn@agrocapitais.com.br