MERCADO HOJE – INTERNACIONAL – 06/08/2020

COMENTE - COMPARTILHE

Mercados: Bolsas asiáticas voltaram a encerraram a sessão com desempenhos mistos, sem grandes destaques. Na zona do euro, os principais índices de mercado amanheceram em baixa, com o Stoxx 600, índice que abrange uma gama de ativos ao redor do continente europeu, recuando 1,0% até o momento. Em NY, índices futuros seguem na mesma tendência verificada na Europa, com variações negativas da ordem de 0,3%, enquanto o dólar (DXY) registra uma leve valorização contra seus principais pares. Na fronte das commodities, ativos operam sem direções claras. O preço do petróleo (Brent Crude) recua 0,5%, situando-se próximo dos US$ 45,00/barril. Resumo das conversas: Mercados globais amanheceram em tom predominantemente negativo, com bolsas europeias em baixa, frente à divulgação de resultados corporativos, enquanto futuros americanos oscilando em torno do zero a zero. A principal pauta da sessão deve ser a retomada das conversas em torno do novo pacote de estímulos que está sendo negociado no Congresso americano. Há indícios de progresso, mas pelo que parece, ainda existe uma forte divergência em torno da parcela semanal do auxílio suplementar aos desempregados. Frente a esta incerteza, o ouro segue operando em trajetória altista, sustentado patamares superiores a marca de 2.000/onça. Sob pressão: A corrida pela aprovação do novo pacote de estímulo econômico nos EUA terá sequência nesta 5ªfeira, quando Democratas e Republicanos voltam a se reunir para as negociações. Prometido para o dia 10 de agosto, quando Senadores iniciam um período de recesso prolongado, a aprovação de novas medidas de suporte à sociedade e à economia é crucial até amanhã. O fato de que o último conjunto de medidas, que somou mais de US$ 2 trilhões, expirou em julho coloca ainda mais pressão sobre os políticos, uma vez que milhões de empregados estão sendo forçados a sobreviver sem a renda suplementar que vinha sendo distribuída nos últimos meses (US$ 600 semanais). Acertando os pontos: Frente a esta dificuldade, o presidente do país, Donald Trump, já ameaçou tomar medidas unilaterais para estender o benefício. Até o momento, a parcela semanal é um dos principais pontos de desentendimento entre os partidos. Enquanto os Republicanos dizem estar dispostos a liberarem US$ 400 semanais, os Democratas batalham para manter os US$ 600 atuais.

Fonte: Relatório GUIDE


0 visualização
Envie sua Mensagem

Celular: ( 61 ) 98324-2223

E.Mail: ctn@agrocapitais.com.br