MERCADO HOJE – NACIONAL – 15/07/2020: GOVERNO QUER CRIAR RENDA BRASIL

COMPARTILHE - COMENTE

Governo quer Renda Brasil lançar renda Brasil em um mês... O governo pretende em breve apresentar um projeto que reformula o programa Bolsa Família, criando o programa Renda Brasil. O presidente Jair Bolsonaro espera que o programa seja instalado antes ou logo depois da última parcela do programa de auxílio emergencial para trabalhadores informais. A medida poderia amenizar o fim do auxílio em meio ao volume acentuado de desempregados causado pela crise do coronavírus. Popularidade entre os mais pobres... O projeto que será apresentado deve extinguir outros programas assistencialistas (abono salarial, seguro defeso e salário família) para ajudar a custear a ampliação do Bolsa Família. O presidente espera que a criação do Renda Brasil ajude a conquistar o apoio das camadas menos favorecidas da sociedade, em especial no Nordeste, para repor o apoio perdido entre os mais ricos e escolarizados com a saída do ex-ministro Sergio Moro e a sua gestão da pandemia. Mourão relata plano de preservação da Amazônia ao Senado...Durante uma longa sessão virtual junto aos senadores, o vice-presidente Hamilton Mourão, que também chefia o Conselho Nacional da Amazônia Legal, apresentou o plano do Executivo para reduzir o desmatamento e as queimadas nesta região. O plano foi bem recebido pelos senadores devido ao seu detalhamento e abrangência. Um dos pedidos feitos pelo vice-presidente é que os recursos capturados no exterior para o Fundo Amazônia não sejam contabilizados no Orçamento, para que eles não sofram restrições fiscais. A manobra contábil requerida ao Senado é semelhante ao que foi feito com Orçamento de Guerra, usado para combater a crise sanitária do coronavírus. Ministério da Saúde pode ter novo nome... Após as críticas do ministro do STF Gilmar Mendes ressaltar a participação dos militares no Ministério da Saúde, comandado interinamente pelo general Eduardo Pazuello desde o pedido de demissão do ex-ministro Nelson Teich em 15/04, a pressão sobre o presidente Jair Bolsonaro para nomear um ministro permanente voltou a crescer. Agora, tanto a ala militar do governo quanto os mandantes do Centrão buscam levar o presidente a nomear um novo nome para tocar a pasta. Indicação do Centrão deve silenciar críticos... Pazuello, que ainda está na ativa no exército, teria que se aposentar para se manter à frente do ministério além do fim de julho. O general gostaria de retornar para a sua função militar para ser promovido ao ranking de quatro estrelas antes de se aposentar. Abrir espaço para algum indicado dos partidos do Centrão ajudaria silenciaria as críticas em torno do excessivo envolvimento dos militares no ministério e ajudaria a consolidar o vínculo entre o governo e estas siglas fisiológicas.

Fonte: Relatório GUIDE

0 visualização
Envie sua Mensagem

Celular: ( 61 ) 98324-2223

E.Mail: ctn@agrocapitais.com.br