MERCADO HOJE – NACIONAL – 20/07/2020

COMENTE - COMPARTILHE Pontapé da reforma tributária... Os debates em torno da reforma tributária devem dominar as manchetes da presente semana. Na terça-feira, o ministro Paulo Guedes (Economia) deve pessoalmente apresentar a primeira contribuição do governo ao Congresso, ato cerimonial que marcará a retomada oficial da construção da complexa proposta reformista. O projeto que será aprestando neste dia só deve tratar da união de dois tributos federais (PIS e Cofins). Algo positivo em 2020... Em ano onde a retomada dos trabalhos no Congresso coincidiu com a chegada ao Brasil da crise sanitária do coronavírus, poucos avanços foram registrados fora os projetos que visavam conter a covid-19 e seus respectivos impactos econômicos. A reforma tributária representa uma oportunidade para avançar a pauta de projetos estruturantes prometidos pelo então novo governo no início de 2019. Competindo por espaço limitado... Além de ter de tratar do que resta das medidas relacionadas ao coronavírus, o Executivo também busca avançar outras pautas complexas este ano, como a reformulação do Bolsa Família. Para o governo, o ideal seria registrar ganhos nas suas pautas prioritárias antes de setembro, quando começam as convenções partidárias e o mundo político migra as suas atenções do exercício legislativo para as eleições municipais. Corrida contra o tempo... Caso o Congresso pretenda manter viva a esperança de uma promulgação relacionada ao tema ainda em 2020, a Comissão Mista que analisa a reforma tributária terá de rapidamente construir um consenso em torno de um único projeto. A insistência em uma reforma mais ambiciosa e coesa, em vez de uma iniciativa faseada que começa com as alterações menos contenciosas, garantirá que nada relacionado á reforma tributária será aprovado em 2020. Câmara deve votar MP que financia folha de pagamento... Entre os itens que se encontram na pauta da Câmara dos Deputados, que só deve votar projetos na segunda e terça, está a MP 944/20, que concede linha de crédito para empresas pagarem a folha salarial durante a quarentena. A medida já fez a sua primeira passagem pela Câmara e foi aprovada pelo Senado, mas ainda resta a análise das emendas feitas pelos Senadores antes que ela seja aprovada definitivamente. Fonte: Relatório GUIDE SOBRE O FECHAMENTO DO ÚLTIMO PREGÃO: Ibovespa: 102.888 (+2,32%) Real/Dólar: 5,38 (+1,06%) DI Jan/27: 6,28% (-14 bps) S&P 500: 3.224 (+0,28%) Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg




0 visualização
Envie sua Mensagem

Celular: ( 61 ) 98324-2223

E.Mail: ctn@agrocapitais.com.br