MERCADO HOJE – NACIONAL – 21/07/2020

COMENTE – COMPARTILHE Paulo Guedes entregará contribuição inicial do governo à reforma tributária... A corrida para aprovar ao menos uma fase da reforma tributária este ano começará oficialmente hoje. Guedes pessoalmente entregará a proposta governista que sugere a união dos tributos federais Pis e Cofins ao Congresso. Para que um avanço concreto seja feito ainda este ano, os parlamentares terão de rapidamente concordar em um projeto único – que une as propostas da Câmara (PEC 110), do Senado (45) e sugestões do Ministério da Economia – antes que as eleições municipais começam interferir com os trabalhos na Câmara dos Deputados no início de setembro. Governo e parlamentares se aproximam de acordo para financiar o Fundeb... No início da semana, a questão do financiamento do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) prometia elevar tensões entre o governo e os parlamentares. O governo, preocupado com gastos crescentes, não estava disposto a aumentar o compromisso financeiro da União com o fundo educacional. Porém, após reuniões entre o alto escalão do governo e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), um acordo inicial foi firmado para que governo federal aumenta a sua complementação ao fundo para 22%. Em troca, os deputados prometeram direcionar uma parcela maior dos recursos para os alunos da primeira infância (5 a 7 anos). O projeto deve ser votado pela Câmara hoje. Bolsonaro reverte queda de popularidade... Após registrar a sua maior taxa de rejeição em maio (50%), o comportamento mais comedido e a distribuição do auxílio emergencial aparentam ter surtido efeito sobre a avaliação do presidente. É o que sugere a pesquisa de opinião realizada pelo Ipespe/XP entre os dias 13 e 15 de junho, com margem de erro de 3,2%. O grupo que avalia a atuação do presidente como ruim ou péssima continua alta, mas oscilou negativamente pelo terceiro mês consecutivo, caindo de 48% para 45%. Os que entendem o governo como “ótimo e bom” também trouxe uma oscilação positiva dentro da margem de erro, evoluindo de 28% para 30%. Ganhos no Nordeste e eleitorado com renda baixa... O ganho de oito p.p. na categoria “ótimo e bom” desde abril, entre os que ganham até dois salários mínimos, é um forte indício do efeito positivo ocasionado pelos pagamentos do auxílio emergencial na aprovação do presidente. Entre os que ganham mais de cinco salários mínimos, a parcela de “ótimo e bom” se manteve relativamente estável durante o mesmo período. Na região do Nordeste, região com maior número de beneficiados pelo auxílio, esta avaliação cresceu quase nove p.p. desde o final de abril. Crescente otimismo econômico... A luz do fim do túnel da crise sanitária do coronavírus também aparenta ter surtido efeito no otimismo dos que participaram da pesquisa. O número dos que entendem que “o pior ainda está por vir” decresceu oito p. p. (de 61% para 53%), enquanto os que acreditam que “o pior já passou” cresceu na mesma proporção (de 31% para 39%). A enquete ainda registrou melhorias em quesitos como a percepção da manutenção de emprego, a direção da economia e o endividamento dos entrevistados. Fonte: Relatório GUIDE SOBRE O FECHAMENTO DO ÚLTIMO PREGÃO:Ibovespa: 104.426 (+1,49%) Real/Dólar: 5,34 (-0,79%) DI Jan/27: 6,31% (+2 bps) S&P 500: 3.251 (+0,84%) Fonte: Bloomberg. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg




0 visualização
Envie sua Mensagem

Celular: ( 61 ) 98324-2223

E.Mail: ctn@agrocapitais.com.br