Reserva de Emergência nestes novos tempos.


Recentemente o COPOM ( Comitê de Política Monetária ) do BACEN ( Banco Central ), reduziu para 2,0% ao ano a taxa básica de juros da economia, a SELIC e qual o impacto disto para você afinal? Com certeza, onde você sentira o impacto em primeiro lugar desta decisão será sobre sua Reserva de Emergência, devido as suas características próprias de maior liquidez, acabam por terem uma rentabilidade menor e muitas vezes alocadas em produtos tradicionais que pela tradição adquirida pelo brasileiro, geralmente temos poucas variações de produtos com esta função na sua carteira. Desta forma, dependendo do produto e taxas que estão pagando, taxas, imposto e até a inflação do período, a rentabilidade desta reserva poderá tornar-se até negativa. Isto mesmo e você já pensou nesta possibilidade? Traduzindo, nesta situação você está pagando para perder dinheiro e com certeza ninguém nunca pensou ou quer esta possibilidade, mas hoje pode ser realidade se você não tomar cuidados e mudar até seus hábitos.

Mas afinal, para o que serviria esta reserva de emergência? Como o próprio nome diz tem a função de cobrir emergências que surjam, pode ser um sinistro, despesa não esperada ou até falta de faturamento ou arrecadação e assim todos, esteja a nível empresarial, pessoal, urbano ou mesmo no agronegócio, necessita considerar e cuidar de muito bem deste importante fundo, seja na sua vida ou até empresa. E para estes fundos, com certeza, você sempre pensa em deixar, este importante item de segurança, aplicado e com remuneração de seu dinheiro, mesmo que uma rentabilidade mais baixa, mas nunca negativa, com certeza, taxa negativa ninguém nunca imaginou.

E para este novo ambiente, existe solução da rentabilidade? Com certeza sim, e o primeiro passo não é ficar seguindo dicas, mesmo que aquelas miraculosas, porque principalmente o que pode funcionar para seu maior amigo ou até um familiar, tem grande chance de não repetir com você, pois estas soluções são muito particulares e o que funciona para um pode se transformar em um grande problema para você. Mas qual seria a solução? Primeiro você deve lembrar que as soluções e os hábitos do passado não terão resultado neste novo ambiente, pois não temos mais aqueles confortáveis juros altos que existiam até janeiro de 2018. Segundo passo, existem pilares importantes para investimentos e que agora com os juros mais baixos, tornaram-se muito mais evidentes, são eles: Diversificação, Rever Taxas e o mais importante analisar continuamente a rentabilidade real de seus investimentos. Lembre-se sempre, para este tipo de necessidade, a emergência, você deve buscar produtos de menor risco e maior liquidez, pois imagine uma situação que você necessite deste dinheiro e não consiga ter disponível em sua conta, com certeza perderá o sentido da emergência, ou pior, se lança em aplicações de maior risco e quando necessitar o mercado sofre um revés, havendo redução de rentabilidade ou liquidez, então devemos pensar muito mais e trabalhar intensamente neste novo ambiente.

Concluindo, para que uma Reserva de Emergência, cumpra sua função, hoje devemos ter cuidado redobrado e assim a Diversificação, Atenção, Taxas, Impostos, Inflação e Monitoramento continuo, são a diferença entre você ter uma rentabilidade real, mesmo que pequena de um resultado negativo, neste novo ambiente



0 visualização
Envie sua Mensagem

Celular: ( 61 ) 98324-2223

E.Mail: ctn@agrocapitais.com.br